Você já se sentiu realmente escutado por alguém? Já experimentou essa maravilhosa sensação de estar na presença de outra pessoa que tenha se conectado com você através da escuta? Em outras palavras, sem deixar aquela sensação de que a pessoa estava apenas sem falar, esperando pelo momento de retrucar o que você estava falando? Essa é uma sensação maravilhosa, sem dúvida. E sabemos que são momentos raros, pois saber Ouvir é quase responder.

Sendo assim, vamos aqui nesse texto falar da ‘habilidade inteligente’, ou da Smart Skill “Ouvir”. Para começar, podemos nos perguntar se somos aquela pessoa que de fato ouve os outros, ou apenas damos a impressão de estar ouvindo e nossa mente, na verdade, divagando?

A importância de saber ouvir!

Nesse sentido, vale ressaltar o quanto essa habilidade inteligente é importante. Em primeiro lugar, a habilidade de Ouvir é a que mais importa quando estamos fazendo diagnósticos da realidade. Ouvir de verdade é principal maneira de captar informações sobre as pessoas com que nos relacionamos. Por exemplo, ouvir nossos clientes, nossas equipes, nossos pares  e todos aqueles que interagem conosco.

A princípio, podemos pensar que Ouvir é uma habilidade passiva. Mas Ouvir de verdade é uma habilidade ativa porque requer completa atenção. Isso significa estar presente em tempo real no aqui e agora.

Charles Fine professor de Gestão da MIT Sloan School of Management quando perguntado qual era habilidade mais importante que ele buscava num subordinado disse: “OUVIR – somente quem ouve é capaz de entender diferentes perspectivas e consequências”.

Do mesmo modo, o líder efetivo também é um bom ouvinte. Não apenas dar aos membros da equipe a sensação de serem ouvidos, mas de fato ouvi-los. O líder com essa habilidade pode perceber sua equipe e porque eles perguntam algo e porque eles estão dizendo o que estão dizendo. Assim, as chances desse líder não ser surpreendido pelos fatos, mas estar ciente do que ocorre na equipe são muito maiores.

A habilidade de ouvir na cultura Sul-Coreana

Ao passo que a cultura ocidental se torna cada vez mais veloz nas trocas de informação, podemos notar, analogamente alguns sábios conceitos da cultura Sul-Coreana sobre a habilidade de Ouvir. Você já ouviu falar em nunchi?

Em suma, esse conceito define uma grande parte da cultura sul-coreana. Nunchi é um termo social que literalmente se traduz em “medida do olho”. Em outras palavras nunchi significa a arte sutil e a capacidade de ouvir e avaliar o humor dos outros. Do mesmo modo, alguns já se referiram ao nunchi como um poder ou força que distingue alguns.

É interessante notar que nunchi é algo diferente e mais sutil do que inteligência emocional simplesmente. Dessa forma é uma combinação de empatia e consciência social. Esse conceito é ensinado aos filhos como sendo a arte de entrar em uma sala e ser capaz de ler rapidamente o que está acontecendo, quem está na sala e as emoções ou sentimentos das pessoas na sala. Dessa forma a pessoa pode analisar e entender que presença e energia deve trazer para a sala.

Esse conceito pode, da mesma forma, nos ajudar a refinar o entendimento daquilo que é o mero escutar os outros. Essa habilidade pode ser incrivelmente fortalecedora para o senso de identidade e liderança.

Ouvir é uma habilidade passiva?

Em contrapartida, podemos entender a habilidade de Ouvir como sendo uma habilidade passiva. Assim, Ouvir poderia ser encarado como uma fraqueza ou sinônimo de passividade. Talvez isso de fato aconteça se a habilidade de Ouvir não estiver conectada a outras ‘habilidades inteligentes’.

Nesse sentido, as técnicas de escuta ativa podem complementar a habilidade de Ouvir. A escuta ativa pressupõe a capacidade de se concentrar totalmente no que está sendo dito. Essa capacidade é, sobretudo, não estar passivo diante da mensagem recebida, mas ativamente focado nela.

Ao passo que a escuta ativa é uma técnica, a habilidade de Ouvir envolve mais do que o domínio dessa técnica. Primordialmente, Ouvir significa estar confortável para dar um passo atrás para ouvir de verdade e ser capaz de identificar a hora certa para falar. Assim, Ouvir é uma profunda capacidade de avaliação do contexto.

Por fim, outro elemento da habilidade de Ouvir é que só se fala o que de fato vai trazer algum valor à conversa. Depois de exercer a habilidade pelo tempo necessário, Ouvir ajuda a pessoa a não falar apenas para descarregar as frases que estiveram represadas em sua mente. Sem dúvida não é um esforço passivo, mas uma busca ativa de compreender o mundo do outro através da escuta. Ouvir é uma habilidade estratégica para a liderança.

É possível aprender a habilidade de Ouvir?

Sim, todos nós podemos aprender a arte do Ouvir! Mas é preciso prática diária e Humildade, outra ‘habilidade inteligente’. Afinal, a habilidade de Ouvir muitas vezes significa refrear certos impulsos e não ser a primeira pessoa a expor seu ponto de vista.

A chave para desenvolver essa habilidade é o autoconhecimento. Ouvir é uma habilidade especialmente importante para os líderes. Alguns dos grandes líderes com quem podemos aprender são ótimos porque sua liderança deriva de sua capacidade de ouvir primeiro e depois fornecer informações valiosas para qualquer discussão.

Como resultado, a habilidade de Ouvir tem muito mais relação com a qualidade do que se vai dizer depois, do que com a quantidade. Sendo assim, para encontrar a frase exata que será bem acolhida numa conversa é necessário pensamento e elaboração.

Nesse sentido, você já notou que é comum que a habilidade de Ouvir, e outras, sejam cobradas das pessoas nas entrevistas de emprego, por exemplo? Entretanto, essas habilidades não foram ensinadas de maneira formal em nenhum lugar. Muitas vezes as pessoas são demitidas pela ausência dessas habilidades. É urgente aprender e ensinar a habilidade de Ouvir.

Saber Ouvir e Laboratório de Aprendizagem

Dessa forma o modo de aprender a Ouvir é ouvindo, ou seja, praticando. Essa é uma habilidade que pode ser desenvolvida por meio de Laboratórios de Aprendizagem. Essa educação de laboratório pode ser definida como um ambiente seguro, no qual os participantes possam experimentar sua habilidade de Ouvir e praticar, praticar e praticar.

Definitivamente saber sobre a teoria dessa habilidade não vai gerar a genuína capacidade de Ouvir, mas é na prática que esse aprendizado se desenvolve.

Já apresentamos em outro texto dessa série, sobre Maturidade Emocional, as estratégias que já usamos aqui na SK e sabemos que funcionam para o desenvolvimento de ‘habilidades inteligentes’:

  1. Leituras orientadas e aprendizado teórico sobre gerenciamento emocional;
  2. Laboratórios vivenciais de aprendizagem emocional em grupo;
  3. Mentoria estruturada de desenvolvimento emocional.

Essas estratégias têm base em alguns dos recursos mais poderosos para o aprendizado de habilidades: a Teoria dos Grupos, a Análise Transacional e a Andragogia. Recomendamos a combinação dessas estratégias para o desenvolvimento da habilidade de Ouvir.

 

SK Aprendizagem

A SK Aprendizagem é formada por Especialistas que acreditam no desenvolvimento humano para alcançar resultados. Possuímos excepcional vivência e experiência de mais de 40 anos no mercado, acolhendo as necessidades de nossos clientes.
Solicitar orçamento

Acompanhe nossas mídias sociais

desenvolvido com coração por evonline SK Aprendizagem © 2024